Bragança Paulista suspende eventos e atividades esportivas coletivas até o dia 14. Região tem 30 pacientes na fila de espera por vagas.

Bragança Paulista confirmou hoje mais 61 casos de COVID–19. Com isso, totaliza agora 19.099 casos da doença desde o início da pandemia. Os hospitais continuam com os leitos SUS de UTI e de enfermaria com 100% de ocupação. Diante do cenário de crescimento de novos casos e internações, a Secretaria de Saúde, Marina de Fátima Oliveira e os secretários de Esportes Carlos Alberto de Oliveira e de Assuntos Jurídicos, Tiago Lopes, anunciaram hoje, 4, algumas restrições em Bragança Paulista.

De amanhã, 5, até o dia 14 estão proibidos a realização de eventos e atividades esportivas coletivas, como por exemplo: futebol. Exceto jogos do Red Bull Bragantino, que são de alto rendimento. A data do dia 14 foi escolhida porque é quando deve acontecer nova reclassificação do Plano São Paulo, pelo governo do Estado.

PUBLICIDADE

A ideia deles com isso, é evitar aglomerações, diminuir a circulação de pessoas e do vírus, e não suspender atividades comerciais.

Marina de Oliveira ressaltou a importância do uso de máscara e distanciamento e disse que não é hora de realizar festas, mesmo pequenas, com cerca de 10 pessoas. Durante o mês passado, no entanto, vários foram os eventos de inauguração de reformas realizados pela própria Prefeitura, o que contradiz com a recomendação. Além disso, a Prefeitura permitiu a realização de uma competição de atletismo que reuniu cerca de 700 atletas de todo país.

Até a publicação dessa reportagem, o novo Decreto não havia sido publicado e, com isso, esta matéria pode ser atualizada a qualquer momento.

Nem o prefeito de Bragança Paulista, Jesus Chedid, nem o vice Amauri Sodré participaram do anúncio das medidas restritivas.

QUASE 30 NA FILA DE ESPERA

Durante a coletiva, Marina de Fátima falou sobre a situação da região, que tem hoje, quase 30 pessoas na fila de espera por vagas. São 15 pessoas aguardando leitos de UTI e 14 de enfermaria: “Não temos leitos para atender quem precisa”, disse.

O boletim de hoje, mostra que destes, 5 pacientes são moradores de Bragança Paulista, sendo que 2 aguardam por leitos de UTI e 3 por leitos de enfermaria. Os outros 24 são pacientes de mais 10 cidades da região, entre elas Atibaia. “Há uma luta muito grande para transferir esses pacientes, mesmo para hospitais em São Paulo”, disse.

“Esses pacientes estão internados em seus municípios de origem. Outros na Santa Casa e os de Bragança na Vila Davi”, disse.

Desde o início do ano, por causa de falta de vagas no SUS, Bragança Paulista já transferiu 41 pacientes para fora da região.

Hoje os 30 leitos regionais de enfermaria SUS do Hospital de Campanha da Santa Casa de Bragança Paulista estão lotados. Assim como os 46 de UTI continuam 100% lotados.

Já os 20 leitos de enfermaria da UPA Vila Davi estão com 25% de ocupação. Esses leitos são usados para estabilização de pacientes, até que os mesmos consigam uma vaga via CROSS – Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde em outras unidades hospitalares.

Bragança Paulista tem hoje, 73 moradores da cidade internados, 57 já tem confirmação de COVID-19. Além disso, 16 pacientes aguardam os resultados de exames.

AS MORTES

O boletim de hoje não trouxe a confirmação de mortes.

Até hoje, Bragança Paulista confirmou, portanto, 409 mortes. Dessas, um total de 103 aconteceram entre março e dezembro de 2020. Outras 307 de janeiro deste ano até agora.

Em janeiro, aliás, foram 25 mortes, em fevereiro 34. Em março, a Prefeitura registrou 128 mortes. Abril teve 80 mortes e em maio foram 38 mortes confirmadas. Junho, agora  já tem uma morte confirmada.

Dos 409 mortos, 119 pessoas tinham menos de 60 anos. Já as outras 290 pessoas tinham 60 anos ou mais. A maioria dos óbitos são de homens. Ao todo, 213 homens faleceram desde o início da pandemia. Além disso, 196 mulheres também vieram à óbito.

OUTROS NÚMEROS

O boletim de hoje da Secretaria de Saúde indica ainda:

  • 39.124 notificações ao Ministério da Saúde, sendo que só no boletim de hoje foram mais 89 notificações de casos suspeitos
  • 72.309 testes realizados desde o início da pandemia
  • 61 casos confirmados de COVID-19, em 24 horas
  • 19.099 casos confirmados desde o início da pandemia
  • 16.781pessoas recuperadas desde o início da pandemia.
  • 1842 pacientes positivos em isolamento domiciliar
  • 114 pacientes aguardando resultados de exame em casa
  • 57 pacientes positivos internados
  • 16 pacientes aguardando resultados de exames internados
  • 409 mortes confirmadas e 1 em investigação
  • 47.534 pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a COVID-19 e 23.990 imunizadas com as duas doses.

INFORME-SE

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo sério e profissional. Informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás, é fácil. Acesse o link: https://jornalempauta.com.br/tag/coronavirus

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Em Pauta

 

2 Comentários

  1. Triste o homem que confia no homem, feliz o homem que confia em seu Deus, pois será guardado e salvo tu e tua família. O Pai todo poderoso é a melhor cura que existe, melhor que máscara, melhor que álcool em gel, melhor que vacina, se tu crês nisso 100 por cento, então fique tranquilo, mas se não, então use aparatos mandados por homens falhos que só tem intensão de nos tirar a nossa liberdade dada por Deus. O Espírito Santo de Deus nos revela essa verdade aqueles que nele crê e recebem esse dom através das Sagradas Escrituras, isto é, a Santa Palavra de Deus. Grande Abraço, e que Deus conceda a todos nós discernimento para não entrarmos no espaço largo da perdição, ao invés de entrarmos no caminho estreito da salvação, isto é, poucos que crêem verdadeiramente e muito que depositam sua fé esperança numa vacina feita por homens errantes, ou pior, nos previr de respirar usando máscara, infelizmente o povo não conhece a palavra verdadeiramente, se não já teria se liberto dessas prisões sem muro.

  2. Discordo completamente desta atitude ao invés de abrir os estabelecimento por um longo maior na carga horária para ter mais trabalhadores é dar oportunidade para quem está desempregado acabam bloqueando as pequenas empresas e não aguenta está situação acabam tendo que fechar suas portas, ridículo isso, proibindo esportes academias áreas esportivas depois não reclamem que a cidade está sem dinheiro ou está onda ou doente de mais e antes que falem mal do meu comentário infelizmente já perde parende por covid19 infelizmente agora querer afundar uma sociedade aí já é de mais .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *