Enfermeira, Mônica Calazans, de 54 anos, é primeira brasileira tomar vacina da COVID-19. Vacinação aconteceu logo após aprovação da ANVISA.
Foto: Governo do Estado de São Paulo

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada no Brasil contra a COVID-19. A vacinação aconteceu no Hospital das Clínicas, em São Paulo, logo após a aprovação da ANVISA.

A vacina Coronavac, ou Vacina do Butantan, como foi nomeada, será encaminhada para o Ministério da Saúde, que fará a distribuição das doses pelo Governo Federal.

O Estado de São Paulo deve receber nesta primeira fase, cerca de 1,5 milhão de doses conforme dados do Plano Nacional de Imunização. 4,6 milhões ficarão a disposição do Ministério da Saúde, no centro de logística, em Guarulhos.

A primeira vacinada é diabética e hipertensa, Moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital. Ela se voluntariou para atuar na linha de frente contra a COVID-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas.

A vacina foi aplicada por Jéssica Pires de Camargo, de 30 anos, enfermeira de Controle de Doenças e Mestre de Saúde Coletiva pela Santa Casa de São Paulo.

Logo após a vacinação, Mônica recebeu o selo simbólico com os dizeres “Estou vacinado pelo Butantan” e uma pulseira com a frase “Eu me vacinei”.

Além da vacina do Butantan também foi liberada a aplicação emergencial da Vacina da Oxford. Ainda não há, no entanto, doses desta vacina no Brasil, já que apesar do Governo Federal ter preparado um avião para buscar as vacinas na Índia, as doses não foram liberadas.

 INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?
É só clicar aqui: WhatsApp do Jornal Em Pauta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *