Nutricionista dá dicas de como cuidar da alimentação das crianças

Com a correria do dia a dia, é normal, que os pais não estejam presentes em todas as refeições dos filhos, que muitas vezes, ficam em casa sozinhos, ou então com avós, babás ou funcionários.

Independente da companhia das crianças, entretanto, é preciso que os pais fiquem de olho na alimentação que as mesmas têm durante o dia, principalmente agora nas férias, em que muitos querem saber apenas de guloseimas.

Para orientar os papais e mamães, a reportagem do Bragança em Pauta, conversou com a nutricionista Edilaine Cristine de Azevedo Souza, que trabalha desde 2012 na Prefeitura de em Mairiporã com atendimentos individuais e em grupos com crianças, gestantes e idosos e em Bragança Paulista faz atendimentos na Academia Athiva, onde têm uma lanchonete de produtos naturais.

A nutricionista disse que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, pois corresponde a pelo menos ¼ das necessidades nutricionais das crianças. “Devemos oferecer alimentos como leite, iogurte ou queijo; pães integrais, bolo simples de fubá, laranja ou cenoura; frutas, cereais como aveia e granola, sucos de frutas naturais”, afirma.

Edilaine Souza acrescenta ainda que apesar de ser prático, os pais devem evitar oferecer as crianças sucos de caixinhas. “Os sucos de caixinhas contem muito sódio”.

Ela recomenda que é muito importante variar o cardápio. “É sempre bom oferecer novas opções de vitaminas e cereais e fazer as crianças experimentar novos sabores”, disse.

A nutricionista, acrescenta ainda que durante as férias, caso as crianças tenham o hábito de acordar por volta das 7h, devem tomar um lanche por volta das 10h.

“As crianças devem se alimentar de 3 em 3 horas, então se elas acordam cedo tem que comer no intervalo uma fruta, por exemplo”.

Tanto na hora do almoço como na hora do jantar, a nutricionista recomenda que o prato da criançada contenha verduras e legumes crus e cozidos pois eles fornecem vitaminas e minerais. Um prato saudável deve conter também carnes vermelha, frango, ovos ou peixe, pois os mesmos são fontes de proteína.

Ela também ressalta que devemos oferecer às crianças, arroz, macarrão, batata ou mandioca que possuem carboidratos e leguminosas como feijão, lentilha, grão de bico ou soja.

Como é tempo de férias, Edilaine acrescenta que caso o almoço não possa ser realizado em casa e nem em um restaurante e sim em um parque de diversões, zoológico ou ambientes que não tenham restaurantes, os pais devem optar por levar na mochila frutas, biscoito polvilho, bolachas integrais, suco de frutas natural como maracujá, lanche naturais, bolos simples e pipoca. “É necessário embalar bem os alimentos para evitar contaminação”, acrescenta.

A nutricionista lembra ainda que apesar de ser férias, pais e filhos devem ter em mente que a alimentação saudável deve acompanhá-los todos os dias.

“Os hábitos alimentares saudáveis não devem tirar férias com as crianças. Não se deve consumir refrigerantes, doces, pizza e lanches todos os dias mesmo sendo férias. Estes alimentos contêm muito sódio, açúcares e gorduras.  O melhor é fazer com que os pequenos sempre mantenham uma alimentação adequada e, de vez em quando, e em pequenas quantidades eles podem consumir esses alimentos”.

Para aquelas crianças que não gostam de experimentar nada e não gostam de variar o cardápio, a nutricionista informa que os pais devem caprichar na apresentação dos pratos.

“Todos comemos primeiro com olhos, principalmente as crianças que vivem num mundo mais lúdico. Para deixar os pratos mais atrativos você pode fazer com que a carne, arroz, feijão, legumes e saladas se transformem em casinhas, carinhas, bichinhos, árvores. É só soltar a imaginação”,

A nutricionista ressaltando que as frutas devem ser servidas como sobremesa e assim deixar a refeição ainda mais saborosa, colorida e divertida.

Ficou com alguma dúvida? Quer agendar um horário com a nutricionista Edilaine Souza entre em contato com ela pelo telefone: 9-7139-5723 ou e-mail [email protected].