PRF encontra 23 cabras e bodes mortos em transporte clandestino

Durante uma fiscalização de rotina, a Polícia Rodoviária Federal encontrou 23 cabras e bodes mortos em transporte clandestino na Rodovia Fernão Dias.

O flagrante aconteceu por volta das 12h30, na altura do km 47, em Atibaia.  O caminhão abordado transportava 325 bodes e cabras de forma irregular, sendo que 23 dos animais já estavam mortos.

De acordo com o divulgado pela PRF, os policiais receberam denúncia de que o caminhão saiu da cidade Uaua, na Bahia, com destino à capital, transportando cabras de forma precária.

Fotos: Divulgação PRF

Ao vistoriar a carga, os policiais constaram que realmente os animais era transportados de maneira extremamente precária, já que o caminhão foi improvisadamente adaptado para o transporte desses animais.

Havia, aliás, uma espécie de segundo andar na carroceria, que com o peso dos animais cedeu e fez com que eles caíssem uns sobre os outros.

Durante a abordaram o motorista do caminhão apresentou para a polícia uma guia de trânsito animal para um total de 200 caprinos, porém a contagem final contabilizou 325 animais, sendo que 23 já estavam mortos.

Os policiais rodoviários apresentaram o caso na Delegacia de Atibaia. onde foi confeccionado o termo circunstanciado de ocorrência pelo crime de maus tratos aos animais.

Em seguida, os animais foram encaminhados a um veterinário terceirizado da concessionária Arteris, que administra o trecho paulista da Fernão Dias, devendo os mesmos serem levados para um abrigo enquanto aguardam a destinação final.

MAIS NOTÍCIAS POLICIAIS

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo independente, sério e profissional, portanto, informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Outras notícias polícias você encontra na aba Polícia, no menu principal do site, bem como, na página Polícia em Pauta no Facebook.

Para receber as principais notícias do dia de Bragança Paulista e da região participe dos grupos de WhatsApp do Em Pauta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *