Santa Casa de Atibaia implanta Sala de Amamentação

A Santa Casa de Atibaia conta agora com uma Sala de Amamentação, que visa fortalecer o aleitamento materno.  O espaço  aconchegante é reservado para as mães receberem auxílio e serem estimuladas a amamentarem seus bebês e foi inaugurada na última sexta-feira, 10.

No local, a equipe de enfermagem da Santa Casa terá a tranquilidade necessária para orientar as mães sobre a amamentação, que desperta tantas dúvidas nas mulheres.

A secretária de Saúde de Atibaia, Sonia Carvalho, falou sobre os benefícios do local. “Esta Sala de Amamentação da Santa Casa tem o objetivo de acolher as mães assim que os bebês nascem, num ambiente agradável e aconchegante, onde essas mães e crianças terão todo o apoio da equipe médica e de enfermagem para que consigam realizar a amamentação”, disse.

O interventor municipal da Santa Casa, Lauro Takao, destacou a participação de toda a equipe técnica da Santa Casa, desde médicos e enfermeiros, na implantação da Sala de Amamentação, que, segundo ele, “é um grande benefício que está sendo feito para as mães de Atibaia”.

A criação da Sala de Amamentação ocorre após um mês todo dedicado pela Secretaria de Saúde de Atibaia à campanha “Todos pela amamentação. É proteção para a vida inteira”, do Agosto Dourado. Foram realizadas uma série de ações para enfatizar a importância do aleitamento materno, incluindo visitas às unidades de saúde e “Grupos de Conversa” com profissionais das UBSs.

BANCO DE LEITE

Além disso, a Prefeitura de Atibaia implantará  um Banco de Leite Humano (BLH) no município que promete ser referência para a região, com previsão de funcionamento para o começo do ano que vem.

A Secretaria de Saúde já iniciou um mapeamento das unidades de saúde de Atibaia para recolher informações e dados sobre o aleitamento materno, como estratégia de estruturação e com intuito de desenvolver a capacitação dos profissionais. Ao mesmo tempo, uma estrutura física está sendo montada para abrigar o futuro Banco de Leite, em uma área de 600 metros quadrados, na região central da cidade, o que deverá favorecer o acesso às mães com dificuldade na amamentação.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), por ano, cerca de seis milhões de vidas são salvas por causa do aumento das taxas de amamentação exclusiva até o sexto mês de idade.

O leite materno é a melhor fonte de nutrição para bebês e a forma de proteção mais econômica e eficiente para diminuir as taxas de mortalidade infantil, sendo capaz de reduzir em até 13% os índices de mortes de crianças menores de cinco anos, segundo o Ministério da Saúde.

MAIS NOTÍCIAS DA REGIÃO

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo independente, sério, bem como profissional. Informe-se diariamente, pelo Jornal Bragança Em Pauta

Para ficar sempre por dentro das notícias regionais basta acessar no menu principal a aba Região.

Quer receber nossas notícias no celular? É só clicar aqui: WhatsApp do Jornal Em Pauta

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *