Bragança Paulista recebe oficina de leitura inclusiva nesta sexta

A Fundação Dorina Nowill para Cegos  realiza nesta sexta-feira, 15, em Bragança Paulista, uma oficina de leitura inclusiva.

A ação faz parte do projeto Leitura Digital Acessível que além da distribuição de livros digitais, promove a formação de 300 bibliotecários, professores e educadores das cidades de Araraquara, Bragança Paulista, Campinas, Mogi Mirim, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e São Paulo.

As oficinas são ministradas pela equipe da Rede de Leitura da Fundação Dorina Nowill para Cegos e são gratuitas.

A programação da oficina envolve temas como: a pessoa com deficiência visual e a leitura, acessibilidade e o uso dos livros em formato acessível, além de orientações técnicas e práticas sobre o uso do livro Daisy e informações sobre o ePub3.


Os interessados em participar podem se candidatar a uma vaga gratuita e acompanhar a agenda de oficinas pelas cidades envolvidas no site www.redeleiturainclusiva.org.br.

A oficina acontecerá das 9h30 às 17h30, no Centro Cultural Geraldo Pereira, na Praça Jacinto Osório, 26, no Biarro do Matadouro.

Além da oficina, a entidade está distribuindo gratuitamente 12 mil livros digitais acessíveis no Estado de São Paulo

A ação tem parceria com  Governo do Estado de São Paulo em prol da democratização da leitura digital acessível. Os 12 mil livros tem formato Daisy (Digital Accessible Information System) e estão sendo distribuídos gratuitamente a 1 mil instituições paulistas, entre elas, bibliotecas, escolas públicas e projetos sociais.

O implemento de novas obras nos acervos de São Paulo conta com títulos infantis, infanto-juvenis, clássicos nacionais e internacionais, best-sellers e quadrinhos.

O Leitura Digital Acessível traz ainda uma importante inovação. Pela primeira vez, os livros em formato acessível Daisy foram feitos com gravação de voz humana na leitura das obras.

Para o projeto, serão disponibilizadas versões acessíveis das seguintes obras:

  • A bruxa de Salomé, de Audrey Wood;
  • A guerra não tem rosto de mulher, de Svetlana Aleksiévitch;
  • A insônia do vampiro, de Ivan Jaf;
  • Biblioteca de almas e Cidade dos etéreos, de Ransom Riggs;
  • Escândalos privados, de Nora Roberts;
  • Martin e Rosa: Martin Luther King e Rosa Parks, unidos pela igualdade, de Raphaele Frier;
  • Meu livro de cordel, de Cora Coralina;
  • Não fale com estranhos, de Harlan Coben;
  • O orfanato Srta. Peregrine, livros 1 e 2, de Ransom Riggs;
  • O outro pé da sereia, de Mia Couto,
  • Os escorpiões contra o círculo de fogo, de Ignácio de Loyola Brandão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *