Com 100% de ocupação em UTI e enfermarias, Bragança registra mais 5 mortes

A COVID-19 fez mais cinco vítimas fatais em Bragança Paulista, quatro só na segunda-feira, 22. Com isto, são 149 mortes desde o início da pandemia, 103 foram registradas entre março e dezembro de 2020 e 46 em 2021.

Se o mês de janeiro é o recordista no número de falecimentos em decorrência da COVID-19, desde o início da pandemia com 24 mortes registradas em um único mês, o mês de fevereiro já tem 22 mortes confirmadas em 22 dias, o que mostra que os números não param de subir.

O boletim de hoje mostra ainda que tanto os leitos de UTI como de enfermaria estão com 100% de ocupação. Pacientes de Bragança Paulista e região já tem sido transferidos para outras cidades, como Guarulhos e São Paulo. A Prefeitura, no entanto, tem omitido quantos pacientes estão internados em outras cidades.

As mortes

Como o já noticiado ontem pelo Em Pauta a vítima de nº 145 é José Fernando de Lima. Ele faleceu aos 65 anos, era maçom e trabalhava em uma loja de agropecuária. Fernando estava internado na Santa Casa de Bragança Paulista e lutou bravamente por 56 dias contra o coronavírus. Deixou a esposa Ana, os filhos Gabriel e Letícia, os netos Valentina e Matheus, outros familiares e amigos.

Como velório não é permitido nestes casos, familiares e amigos fizeram um cortejo de despedida, que saiu da Concha Acústica em direção à Itatiba, onde seu corpo será cremado.

Conforme o também já noticiado pelo Em Pauta, a vítima de nº 146 é a professora Deolinda Scotti, de 73 anos, que lutava contra a COVID-19 desde o início do mês. Ela era professora na Escola Estadual Dom José Maurício da Rocha e sua morte gerou comoção entre os professores de toda a Rede Estadual. Ela deixou o filho Márcio, amigos e familiares.

Já a vítima de nº 147 é Leontina de Salles de Oliveira, aos 79 anos. Ela estava em leito de UTI e evoluiu óbito ontem. Leontina era mãe da funcionária da Prefeitura de Bragança Paulista, Madalena Barbosa, de 50 anos, que faleceu também em decorrência da COVID-19 no dia 13 de fevereiro. Vale lembrar, que a sogra de Madalena, Terezinha Wolf,  também já havia falecido no dia 3 de fevereiro.

Além destes três óbitos registrados ontem, 22, o boletim confirmou ainda a morte de um homem, de 64 anos, que estava em leito de UTI no Albert Sabin, em Atibaia, e evoluiu óbito na quinta-feira da semana passada, dia 18.

Também trouxe o registro da morte de Solange Romano de Souza Moraes, aos 67 anos. Ela estava internada em leito de UTI e faleceu nesta terça-feira, 23.

Das 149 vítimas fatais da COVID-19 desde o início da pandemia, 74 pacientes que vieram a óbito eram homens, bem como 75 eram mulheres. Além disso, 27 vítimas fatais tinham menos de 60 anos. Já as outras 122 vítimas tinham 60 anos ou mais.

As internações

Mesmo com o número de mortes em ascensão, com UTIs e enfermarias SUS com 100% de ocupação, a Prefeitura de Bragança Paulista ainda não anunciou nenhuma nova medida restritiva. O governador João Doria, por sua vez, deve anunciar novas medidas restritivas amanhã, devido o aumento de internações em algumas regiões do Estado.

Apesar dos diversos questionamentos, a Prefeitura também não respondeu sobre pacientes transferidos e ocupação dos hospitais no limite, já que mesmo com cinco óbitos os leitos SUS continuam lotados.

O boletim de hoje da Secretaria de Saúde indica que 49 moradores de Bragança Paulista estão internados, tanto em leitos SUS como particulares. No dia anterior eram 44. Ao todo, 30 pacientes já têm confirmação de coronavírus. No dia anterior eram 28.  Além disso, 19 pacientes aguardam internados os resultados dos exames. No dia anterior eram 16.

Vale lembrar, que ambas as taxas de 100% de ocupação de leitos de UTI e enfermaria se referem a leitos regionais SUS, ou seja, leitos que atendem Bragança Paulista e mais 10 cidades da região. Ao todo o SUS disponibiliza 31 leitos de UTI, sendo 16 leitos no HUSF, 10 na Santa Casa de Bragança e 5 na Santa Casa de Socorro. Já quando o assunto são enfermarias são 30 no total, sendo 30 no Hospital de Campanha, na Santa Casa de Bragança Paulista.

O Em Pauta questionou a Prefeitura no domingo se pacientes do município foram levados para outras cidades, quantos estão internados fora, mas até o fechamento desta reportagem não também obteve retorno. Ainda questionamos se há possibilidade de contratação de leitos particulares para atender os moradores daqui, mas em pleno pico da doença no município, a Prefeitura prefere o silêncio.

Outros números

Desde o início da pandemia, a Prefeitura realizou 19.152 notificações ao Ministério da Saúde, bem como realizou 39.991 testes. Nas últimas 24 horas a Secretaria de Saúde registrou mais 87casos confirmados de COVID-19.

Ao todo, 9.358 casos foram confirmados até agora sendo que destes 7.703 pacientes estão recuperados. Além disso, 1.476 pacientes ainda estão em isolamento domiciliar, 30 estão internados e 149 morreram.

O município aguarda o resultado de 457 exames, sendo que destes, 438 pacientes estão em isolamento domiciliar, bem como 19 estão internados.

O boletim de hoje também indica o descarte de 65 casos da doença.

INFORME-SE

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo sério e profissional. Informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás, é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Já para conferir a lista de pessoas vacinadas no município acesse: https://bragancaempauta.com.br/confira-aqui-lista-atualizada-de-vacinados-em-braganca-contra-covid-19/

Quer receber nossas notícias no celular?
É só clicar aqui: WhatsApp do Jornal Em Pauta

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *