Obra atrasada n° 17: CRAS do Jardim Iguatemi está abandonado

Obra atrasada n° 17: CRAS do Jardim Iguatemi está abandonado

Moradores em vulnerabilidade social do Jardim Iguatemi, Green Park, Vista Alegre e adjacências que precisam de um atendimento social em um CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), são orientados pela SEMADS (Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social) a procurar a unidade localizada no Santa Libânia.

A unidade Santa Libânia, localizada na Avenida Euzébio Savaio está situada a aproximadamente 4 quilômetros de onde hoje deveria estar em funcionamento o CRAS Jardim Iguatemi, na Rua Luiz Payão. O percurso a pé, dura mais de 35 minutos, incluindo a passagem por uma rodovia que não tem passarelas.



A obra deste CRAS está orçada em pouco mais de R$ 800 mil e faz parte do “pacote de obras” atrasadas sob responsabilidade da empreiteira Urban Obras e Comércio. De acordo com a placa da obra, cujo prazo ainda não foi apagado pela Prefeitura, esta deveria ter ficado pronta no último dia 15 de maio de 2023, o que não ocorreu.

O mesmo contrato – n° 126/2022, assinado pelo prefeito Amauri Sodré do Grupo Chedid, pelo secretário de obras Benedito Carvalho Junior e por Thierry de Paula Martins, representante da Urban contempla outras 6 obras, todas elas também não entregues ainda, como o Centro do Idoso e Centro da Mulher, no Jardim São Lourenço; a Minicidade de Trânsito; o galpão de eventos no Posto de Monta; a UBS do Taboão e a creche do Jardim do Cedro.

Informações contidas no Portal da Transparência apontam que a obra recebeu um aditamento de prazo em 8 maio de 2023, ou seja, uma semana antes do prazo final da obra. Foi estipulado o novo prazo da obra para 31 de outubro de 2023.

A reportagem do Jornal Em Pauta visitou o local na quinta-feira (25) e não encontrou nenhuma pessoa trabalhando.

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA PACOTÃO

Em abril, a 7ª Promotoria de Justiça de Bragança Paulista instaurou um Inquérito Civil para investigar o “pacotão de obras” atrasadas e paradas da Prefeitura de Bragança Paulista. O promotor enumera ao menos 12 obras atrasadas e/ou paradas, todas estas divulgadas pelo Em Pauta desde os primeiros dias de 2023. O jornalismo do Em Pauta já atualizou este número para 16.

“Não há nenhuma irregularidade contida nas licitações dos ‘pacotões de obras’, cujo procedimento respeitou todos os trâmites legais do assunto”, afirmou a secretaria de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, sobre a investigação do MP, que ainda não foi concluída.

Também em abril o Em Pauta questionou o prefeito Amauri Sodré durante uma solenidade se ele se arrependia de ter feito o pacotão de obras. O mesmo respondeu que não.  “Foi uma experiência. Foi uma experiência a mais porque quando  as demais empresas pegavam individualmente muitas delas não tinham condições de tocar (a obra). Então foi uma ideia nossa de fazer o pacotão, mas infelizmente quando você faz uma licitação você sabe que a firma que está entrando é uma firma é idônea, mas não é o que aconteceu em Bragança”.

📲 Receba notícias no seu celular pelo WhatsApp do Jornal Em Pauta ou Telegram
📲 Siga o Bragança Em Pauta no Instagram e no Twitter




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *