PAUTA BOMBA: Audiência debate hoje empréstimo de R$ 100 milhões para Prefeitura

PAUTA BOMBA: Audiência debate hoje empréstimo de R$ 100 milhões para Prefeitura

Com dezenas de obras paradas, prefeito Amauri Sodré quer R$ 100 milhões emprestados para realizar obras em ano eleitoral

 

Faltando pouco mais de um ano para encerrar o mandato que foi eleito na condição de vice-prefeito, Amauri Sodré, do Grupo Chedid protocolou na Câmara Municipal – onde possui vasta maioria política, um Projeto de Lei Complementar conhecido como “Pauta Bomba”, por ser uma medida que causa impacto nos cofres públicos.

A Audiência Pública para debater a autorização de empréstimo de R$ 100 milhões ocorrerá nesta segunda-feira (27), às 18h, na Câmara Municipal e é aberta ao público.



O PLC n° 22/2023, de autoria do prefeito de Bragança Paulista, autoriza a Administração a contratar junto à agência de fomento do Estado de São Paulo, Desenvolve SP, obras de infraestrutura viária, reforma e construção de prédios públicos e outros investimentos.

Via Secretaria de Comunicação, a Prefeitura informou que as principais obras seriam: implementação da perimetral; prolongamento da Avenida Atílio Menin, até a Avenida dos Imigrantes; prolongamento da Avenida dos Imigrantes, no Jardim da Fraternidade; construção do Centro do Idoso; pavimentação, drenagem e infraestrutura de ruas em diversos bairros (sem citar quais); obras de implantação do Parque Linear do Rio Jaguari; alargamento de pontes (sem citar quais); tratamento das margens do Ribeirão Lavapés; implantação da 1ª academia de musculação no município; reforma e restauro do prédio que abrigou o Preventório e que será sede das secretarias de Educação e Meio Ambiente; além de implantação do sistema de climatização e energia fotovoltaica em escolas municipais (sem citar quantas).

Na última Sessão Ordinária, os vereadores do Grupo Chedid votaram favoravelmente para que esta “Pauta Bomba” tramite em regime de urgência no Legislativo. Foram contrários à urgência apenas Cláudio Coxinha, Eduardo Simões, Ismael Brasilino, Miguel Lopes e Quique Brown.

No texto original do Projeto de Lei Complementar disponibilizado no site da Câmara Municipal não há menção em números de parcelas do empréstimo tampouco seus juros.

📲 Receba notícias no seu celular pelo WhatsApp do Jornal Em Pauta ou Telegram
📲 Siga o Bragança Em Pauta no Instagram e no Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *