Rapaz grava vídeos com “moto falsa” da ROCAM em Atibaia e acaba detido

Rapaz grava vídeos com “moto falsa” da ROCAM em Atibaia e acaba detido

Um jovem foi indiciado pela Polícia Civil por aplicar símbolos de órgãos ou entidades da administração pública falsificados, adulterados ou fabricados.

O rapaz acabou detido pela Polícia Militar de Jundiaí, após gravar vídeos no município de Atibaia, utilizando uma moto com emblema falsificado da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM) no evento denominado “Grau do Bem”, realizado no último final de semana.



De acordo com a Band, o evento contava com a autorização da Prefeitura de Atibaia e, por meio de nota, o Executivo afirmou que o “Grau do Bem” não foi realizado pelo poder público, que apenas concedeu, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, autorização para fechamento da rua e arrecadação de alimentos para as vítimas das enchentes no Litoral Norte de São Paulo”.

Especificamente sobre o caso envolvendo uma moto falsificada da ROCAM, a Prefeitura de Atibaia informou à Band que “compete aos organizadores zelar e fiscalizar o andamento do evento, cabendo a eles, inclusive, responder civil e criminal por eventuais prejuízos causados à população e ao patrimônio público”.

Cerca de 300 pessoas teriam participado do evento e ainda segundo a Prefeitura de Atibaia, denúncias recebidas pela Guarda Civil Municipal sobre as supostas ilegalidades do evento estão sendo apuradas.

A detenção do acusado foi realizada pela Polícia Militar no bairro Gramadão, em Jundiaí. De acordo com informações do G1, ele confessou que gravou os vídeos e disse que já havia retirado do veículo os adesivos falsos da ROCAM.

O jovem foi levado ao Plantão Policial de Jundiaí, onde foi indiciado pelo artigo 296, cuja pena para este tipo de crime pode variar de dois a seis anos de prisão e multa. Depois, foi liberado.

🚨 Curta a página Polícia em Pauta no Facebook
📲 Receba notícias no seu celular pelo WhatsApp do Jornal Em Pauta ou Telegram
📲 Siga o Bragança Em Pauta no Instagram e no Twitter




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *