Açougueiro é preso após chutar rosto da companheira em Bragança Paulista. Ele tentou enganar polícia dizendo que ela caiu.

Um açougueiro, de 36 anos, foi preso após chutar o rosto e causar ferimentos graves na própria companheira. O caso aconteceu na madrugada deste sábado, 29, no Jardim do Cedro, em Bragança Paulista.

O homem foi preso quando socorreu a mulher, levando-a até a UPA Bom Jesus.

Funcionários da unidade de saúde acionaram a Guarda Municipal. Os guardas se dirigiram imediatamente até o local e conversaram com a vítima, também de 36 anos.

AS VERSÕES DO CASO

A mulher tinha um hematoma grave no olho esquerdo e relatou que quando os dois iam dormir começaram a discutir por conta de ciúmes. Foi então que o homem a agrediu com um chute no rosto.

Ao perceber a gravidade do machucado, no entanto, o açougueiro levou a vítima até a UPA. Os guardas abordaram o acusado, que negou a agressão.}

Ele, aliás, tentou enganar a polícia. Primeiro disse que a mulher teria caído. Em seguida, relatou que ela bateu o rosto no joelho dele, sem querer.

Diante das contradições, os guardas deram voz de prisão ao acusado, bem como o conduziram até o Plantão Central da Polícia Civil.

Diante dos fatos, o delegado de plantão determinou que policiais civis fosse até a unidade de saúde. onde a mulher confirmou as agressões e ressaltou que o companheiro é alcoolatra e que tinha consumido muita bebida antes de tudo acontecer.

Com medo, de uma nova agressão, a mulher solicitou uma medida protetiva de urgência, para que o agressor não possa se aproximar dela.

A mulher, aliás, ficou hospitalizada por causa da gravidade dos ferimentos.

MAIS POLICIAIS

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo sério e profissional.

Informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta. Para outras notícias policiais acesse: https://jornalempauta.com.br/category/policia/

Para receber as principais notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular clique aqui: WhatsApp do Em Pauta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *