Estado de São Paulo mantém obrigatoriedade do uso de máscaras

Na contramão de estados como o Rio de Janeiro e ainda do Distrito Federal, que já flexibilizaram o uso de máscaras, o Estado de São Paulo decidiu manter a obrigatoriedade. A decisão foi tomada após a análise de dados sobre indicadores da COVID-19 feita por um grupo de cientistas.  A informação foi divulgada na última quarta-feira (3). 

 O chamado Comitê Científico criou uma série de metas a serem alcançadas para que, com segurança, o uso de máscaras possa ser flexibilizado. São quatro indicadores: três ligados ao controle da pandemia, circulação do vírus e número de pessoas que apresentam quadro grave. O último indicador corresponde à cobertura vacinal no Estado. Não haverá flexibilização enquanto os quatro indicadores não forem alcançados.  

Segundo o médico João Gabbardo, coordenador do Comitê Científico, se os indicadores continuarem caindo na velocidade atual, é possível que o Estado de SP atinja a meta até a última semana do mês de novembro. Se assim acontecer, existe a possibilidade da flexibilização do uso de máscaras já no mês de dezembro para lugares abertos e sem aglomeração.  

A proposta, que tem como base o aumento do número de vacinados com as duas doses, tem o apoio do governador do Estado de São Paulo, João Dória (PSDB). O estado conta atualmente com 68, 23% da população totalmente vacinada. Em Bragança Paulista, 148.243 pessoas já tomaram a primeira dose, 125.323 a segunda dose ou dose única e 14.113 tomaram a dose de reforço. 

Opinião do especialista 

 Procurado pela reportagem do Jornal Bragança Em Pauta, o médico infectologista Dr. José Ribamar Mendes afirmou concordar com as medidas adotadas pelo Governo do Estado de São Paulo. Segundo o médico, apesar da queda no número de infecções e de mortes, não se deve fazer “tábua rasa” da pandemia, justamente por conta do número de pessoas que ainda não estão vacinadas.  

 “Existe uma fração da população que não está completamente vacinada ou não-vacinada, em um número suficiente para permitir circulação de vírus. À medida que a vacinação avança, essas medidas serão progressivamente liberalizadas de forma correta no Estado de São Paulo. As medidas tomadas em alguns outros locais, de liberar tudo, a meu ver são intempestivas e absolutamente perigosas. É possível fazer tudo isso com cuidado, pensando e analisando a situação epidemiológica de momento a momento”, avaliou o infectologista. 

 Conforme explica o Dr. Mendes, mesmo que o uso de máscaras seja flexibilizado, por um bom tempo ainda será necessário seguir os protocolos sanitários, tais como: lavar as mãos com frequência, usar álcool em gel, evitar aglomerações entre outras medidas já adotadas em todo o território nacional. 

INFORME-SE

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo independente, sério e profissional. Informe-se, portanto, diariamente, pelo Jornal Bragança Em Pauta.

No Em Pauta, você encontra notícias atualizadas sobre a COVID-19 em Bragança Paulista, Atibaia e região,

Quer receber notícias atualizadas de Bragança Paulista, bem como região no celular? Entre no grupo de WhatsApp do Em Pauta

 

One thought on “Estado de São Paulo mantém obrigatoriedade do uso de máscaras

  • 04/11/2021 em 21:15
    Permalink

    O estado que vá pra puta que pariu, pensa que é Deus e pode mandar na vida da população, se cada um cuidasse da sua propria vida e não dá dos outros, a coisa não estaria feia do jeito que está. O governo querendo quebrar a nossa economia. Mandar na gente, palhaço

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *