Saúde de Amparo entra em colapso e Prefeitura anuncia lockdown

No domingo, 30, o sistema de saúde de Amparo entrou em colapso, tanto no SUS quanto no sistema de convênios e privado.

O prefeito Carlos Alberto anunciou ainda no domingo que o município não tinha mais nenhuma vagas e que não estavam conseguindo atender pacientes que procuravam os três hospitais localizados na cidade, além do Hospital de Campanha. “Clamo, na condição de pai de família e prefeito de Amparo, se proteja e proteja sua família. A situação está muito pior do que algumas pessoas podem imaginar”, desabafou o prefeito em suas mídias sociais.

Uma reunião de emergência foi realizada e nesta segunda-feira, 31, a Prefeitura de Amparou editou um novo Decreto Municipal e anunciou as novas medidas, que se iniciam amanhã, 1° de junho.

  •  Apenas serviços essenciais podem funcionar em dias de semana
  •  Nos dois próximos finais de semana, foi decreto Lockdown e até mercados e postos de combustíveis serão fechados, com início já na sexta-feira, 4.
  •  Nesta semana, por haver feriado, de terça a quinta funcionará apenas mercados, padarias, farmácias e postos de combustível.
  •  Mercados poderão funcionar até meia-noite, para que a população se prepare para o lockdown
  • No lockdown, só poderão funcionar farmácias, serviços funerários, hospitais, pronto-atendimento médicos, entrega de supermercados e indústrias essenciais com 50% de seus trabalhadores, desde que testados negativos para COVID-19.
  •  As empresas que podem funcionar, devem cadastrar na Prefeitura a lista de funcionários que atuarão
  •  As pessoas que estiverem na rua e não estiverem neste cadastro serão multadas em R$ 500,00
  •  Transporte coletivo será suspenso no lockdown
  •  Barreiras sanitárias nas principais vias de acesso ao município

As medidas irão a princípio até o dia 13 de junho. Em Amparo, a ocupação da Santa Casa Anna Cinta é de 105% para leitos de UTI e 120% para leitos de enfermaria. Na Beneficência Portuguesa de Amparo e no Hospital de Campanha a ocupação é de 100% para UTI e enfermaria. E no Hospital Unimed, também não há mais vagas.

No mês de maio, o município registrou recorde de óbitos por causa da COVID-19. 46 pessoas morreram, o maior índice desde o início da pandemia.

INFORME-SE

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo sério e profissional. Informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

One thought on “Saúde de Amparo entra em colapso e Prefeitura anuncia lockdown

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *