Febre Maculosa: Bragança investiga 3 casos suspeitos

Febre Maculosa: Bragança investiga 3 casos suspeitos
Foto: Ministério da Saúde

Ontem (29), o Em Pauta divulgou que a Secretaria de Saúde de Atibaia está investigando três casos suspeitos de febre maculosa no município. Após a publicação da reportagem, a Secretaria de Saúde de Bragança informou que também investiga três casos suspeitos no município.

De acordo com a pasta, estes três casos que estão em investigação não precisaram de internação hospitalar. E nenhum caso confirmado foi registrado até o momento em Bragança. Atibaia esclareceu ainda que outros dois casos já foram descartados. Ou seja, no total foram realizadas cinco notificações em 2023 no município vizinho.



SINTOMAS

Os principais sintomas são: febre alta, dor no corpo, dor da cabeça, falta de apetite, desânimo. Depois, aparecem pequenas manchas avermelhadas que crescem e se tornam salientes. Quem tiver os sintomas deve procurar uma unidade de saúde, com urgência.

A DOENÇA

A Febre Maculosa, também conhecida como doença do carrapato, é uma infecção febril de gravidade variável, com elevada taxa de letalidade. Causada por uma bactéria do gênero Rickettsia é transmitida pela picada do carrapato. Entre junho e novembro, a infestação ambiental por ninfas de carrapato estrela é alta (o ciclo de vida do carrapato inclui as seguintes fases: ovo – larva – ninfa e adulto).

As regiões com maior frequência de casos são as de Campinas, Piracicaba, Assis e Sorocaba. O período de incubação da Febre Maculosa é de 2 a 14 dias. Portanto, é importante considerar as exposições ocorridas nos últimos 15 dias antecedentes ao início de sintomas.

📲 Receba notícias no seu celular pelo WhatsApp do Jornal Em Pauta ou Telegram
📲 Siga o Bragança Em Pauta no Instagram e no Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *