Obra atrasada n°19: construção da UBS Taboão está parada

Obra atrasada n°19: construção da UBS Taboão está parada

Em Pauta iniciou a semana visitando mais obras atrasadas e paradas em Bragança Paulista. A 19ª reportagem é sobre a construção da Unidade Básica de Saúde do Taboão, que também está visivelmente abandonada.

A obra desta Unidade de Saúde está orçada em pouco mais de R$ 1 milhão e faz parte do “pacote de obras” atrasadas sob responsabilidade da empreiteira Urban Obras e Comércio. Na última semana, o Em Pauta mostrou duas obras também da Urban que estavam abandonadas, sem ninguém trabalhando: a do CRAS do Jardim Iguatemi e da Minicidade de Trânsito.



O contrato para a construção da UBS do bairro do Taboão foi assinado em julho de 2022 e o prazo era de 7 meses, ou seja, deveria ter ficado pronta em fevereiro de 2023. Informações contidas no Portal da Transparência apontam que a Prefeitura concedeu à empreiteira um aditivo de prazo somente em maio deste ano, ampliando o tempo de construção até 30 de novembro próximo.

NOVO PRAZO NA PLACA

Pela primeira vez desde que a Prefeitura resolveu apagar os prazos em todas as obras do município, o Em Pauta pode ver o novo período estipulado para a conclusão, estampado na placa de obra. Todavia, a data de início se mantém oculta.

A reportagem do Jornal Em Pauta visitou o local na segunda-feira (29) e não encontrou nenhuma pessoa trabalhando. Em abril a Prefeitura informou que “como a Cetesb não emitiu a licença dentro do prazo esperado”, outras obras de trânsito na região foram prejudicadas. Na ocasião não foi informado se a falta deste documento também interferiu na obra da UBS.

Toda estas obras fazem parte do contrato – n° 126/2022, assinado pelo prefeito Amauri Sodré do Grupo Chedid, pelo secretário de obras Benedito Carvalho Junior e por Thierry de Paula Martins, que contempla ainda outras obras, todas elas também não entregues ainda, como o Centro do Idoso e Centro da Mulher, no Jardim São Lourenço; o galpão de eventos no Posto de Monta e a creche do Jardim do Cedro.

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA PACOTÃO

Em abril, a 7ª Promotoria de Justiça de Bragança Paulista instaurou um Inquérito Civil para investigar o “pacotão de obras” atrasadas e paradas da Prefeitura de Bragança Paulista. O promotor enumera ao menos 12 obras atrasadas e/ou paradas, todas estas divulgadas pelo Em Pauta desde os primeiros dias de 2023. O jornalismo do Em Pauta já atualizou este número para 19.

“Não há nenhuma irregularidade contida nas licitações dos ‘pacotões de obras’, cujo procedimento respeitou todos os trâmites legais do assunto”, afirmou a secretaria de Assuntos Jurídicos da Prefeitura, sobre a investigação do MP, que ainda não foi concluída.

📲 Receba notícias no seu celular pelo WhatsApp do Jornal Em Pauta ou Telegram
📲 Siga o Bragança Em Pauta no Instagram e no Twitter




 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *