Operação combate fraude fiscal em Mairiporã e mais 5 cidades

O Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (CIRA-SP) deflagrou hoje a ‘Operação Cavalo-marinho”, que envolve Secretaria da Fazenda e do Planejamento, o Ministério Público de São Paulo (MPSP), a Procuradoria Geral do Estado (PGE), Procuradoria Regional da Fazenda Nacional, Polícias Civil e Militar.

Denominada Operação Cavalo-marinho, a operação visa o cumprimento de 19 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça de Osasco. Além de Osasco, os mandados são cumpridos também nas cidades de São Paulo, Barueri, Itupeva, Jundiaí e Mairiporã.

O alvo principal da operação é um dos maiores estaleiros da América Latina, responsável atualmente por uma dívida superior a R$ 54 milhões com o Estado de São Paulo e de aproximadamente R$ 490 milhões com a União, fruto de contumaz e sistemática inadimplência tributária e uma sofisticada blindagem patrimonial.

De acordo com as investigações, a fraude iniciava-se com a interposição de pessoas (laranjas) na estrutura societária das empresas do grupo econômico, sendo uma delas um conhecido cavaleiro. Da conjunção da atividade náutica com a prática do hipismo, surgiu o nome Operação Cavalo-marinho.

De acordo com o divulgado pela Secretaria da Fazenda e pelo MP  há suspeitas de que a venda das embarcações ocorria com substancial subfaturamento do seu valor, o que será objeto de rigorosa apuração e adoção das medidas cabíveis por todos os órgãos participantes da operação.

Ao todo, participam da Operação Cavalo-marinho 16 promotores de Justiça, 11 servidores do Ministério Público, 45 agentes fiscais de Renda, 19 procuradores do Estado, 16 procuradores da Fazenda Nacional, além de 41 policiais.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Após a publicação da matéria, o escritório Rueda & Rueda Advogados entrou em contato com o Bragança Em Pauta e informou que: “A defesa da Falcon Estaleiros do Brasil esclarece que a empresa não foi notificada e ainda não tem informações detalhadas do processo que motivou a operação desta manhã. A empresa é a maior interessada em esclarecer todos os pontos e não medirá esforços para colaborar com as autoridades no que for necessário. A defesa, em breve, irá comprovar, perante a justiça, a lisura da atuação da Falcon e de seus sócios”.

Foto: Divulgação

MAIS NOTÍCIAS POLICIAIS

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo independente, sério e profissional, portanto, informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Outras notícias polícias você encontra na aba Polícia, no menu principal do site, bem como, na página Polícia em Pauta no Facebook.

Para receber as principais notícias do dia de Bragança Paulista e da região participe dos grupos de WhatsApp do Em Pauta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *