Projeto incentiva formação de alunos em Bragança Paulista

Transformar o Brasil através da educação. Este é o objetivo da Associação Turma D, que atua em Bragança Paulista e auxilia jovens na caminhada pela conquista de seu diploma. Não importa, aliás, se o diploma pretendido é de cursos técnicos ou de ensino superior.

O projeto social, sem fins lucrativos,  atende atualmente mais de 50 estudantes em todo Brasil, sendo 8 deles moradores de Bragança Paulista.

A iniciativa da ação é do casal de empresários Jorge e Regina Queiroz de Moraes.

O INÍCIO

Tudo começou, com uma “semente plantada” ainda na década de 90. Na época, o casal era responsável por uma escola de ensino infantil e fundamental que beneficiou mais de mil crianças ao longo de 10 anos. A escola funcionava em Belém do Pará.

Com o passar dos anos, no entanto, a proposta foi revista. “Concordamos que nada é mais desafiador para o futuro do Brasil do que o Ensino Médio Público. Decidimos fazer nossa parte, concentrando esforço e investimento para apoiar especificamente jovens de 15 a 24 anos, ainda cursando ou oriundos do sistema público de ensino médio, e que estivessem em busca do sonho de carreira pela formação em cursos técnicos ou de nível superior”, explica Jorge Queiroz de Moraes, vice-presidente da Associação TurmaD.

NOVA FASE

A nova fase do projeto, teve início em 2019, na cidade de Campinas. E foi, no ano passado, em plena pandemia da COVID-19, que o projeto começou a receber seus primeiros alunos de outros estados e abriu as inscrições pelo site.

Em julho de 2021, o projeto atingiu a meta de 50 alunos entre eles estão, por exemplo, jovens de comunidade quilombola na Bahia, indígenas de Pernambuco. Estudantes de todas as regiões do Brasil participam do programa, assim como 8 alunos de Bragança Paulista, cidade sede do TurmaD.

“É fato que nossos jovens eleitos para foco deste projeto encontram-se em permanente risco, desde a estagnação social até a exclusão ou marginalização. Quer seja pela competição desigual com alunos da rede privada para acesso ao ensino superior público, quer seja pela enorme dificuldade de reunirem as condições de transporte, alimentação e materiais demandadas ao longo de 2 a 6 anos considerados para a formação técnica ou superior”, afirma a presidente do TurmaD, Regina Rusca Queiroz de Moraes

Ela ressalta que a “continuidade dos estudos para esses jovens é um frágil “castelinho de cartas” que desmorona ao menor vento”.

PARTICIPANTES DO PROJETO

Projeto incentiva formação de alunos em Bragança Paulista

Em seu primeiro ano participando do projeto, Bianca Aparecida de Oliveira, de 21 anos, moradora do bairro da Bocaina, recebe inúmeros benefícios. Entre eles, aliás, está o pagamento da sua faculdade de Enfermagem na Universidade São Francisco (USF).

Além disso, ela tema acesso à internet, notebook e auxílio financeiro mensal. “A TurmaD vem me ajudando financeiramente e psicologicamente. Com eles aprendi que todos os sonhos que queremos podem ser realizados e que até podemos alcançar o sucesso sozinho, mas experimentar essa sensação coletivamente é muito melhor”, agradece.

Outra beneficiada é Keteli Conceição Batista que mora na Morada dos Campos Verdes, em Bragança Paulista e é formada em Informática pelo Instituto Federal de São Paulo (IFSP). Keteli é bolsista de Ciências Biológicas da Universidade Mackenzie e conta com o apoio no pagamentos das despesas para atuar no projeto da Associação Mucky de Proteção aos Primatas – desenvolvendo atividades voltadas à preservação de primatas brasileiros vítimas de ações humanas.

Ela recebe um auxílio de R$ 1.260,00 para viagem, hospedagem e alimentação. Além disso, recebe reembolso do pagamento da internet em casa e auxílio financeiro mensal.

“Com o TurmaD eu consegui enxergar a conclusão do meu ensino universitário, já que tive sérios problemas financeiros pra manter a faculdade. Tem me ajudado muito e me encorajado a continuar estudando. O Brasil precisa do TurmaD porque vivemos num país desigual e o estudo não é acessível a muitos jovens”, afirma a estudante que está no projeto desde junho de 2020.

REDE DE APOIO

Para manter toda rede de apoio, o TurmaD conta com um fundo de caixa dos seus fundadores, doações e patrocínio. Toda movimentação financeira é transparente podendo ser acompanhada pelo site do projeto onde cada aluno tem uma página chamada de campanha. Todos os dados, sejam da entrada do patrocínio até a destinação do recurso estão disponíveis em um sistema moderno que dá credibilidade ao fluxo de caixa.

O  WhatsApp para contato sobre doações, bem como patrocínios é o 11-94211 2709.

INFORME-SE

A melhor arma contra a desinformação é o jornalismo independente, sério e profissional, ou seja, informe-se diariamente, pelo Jornal Em Pauta.

Para receber as principais notícias do dia de Bragança Paulista e da região participe dos grupos de WhatsApp do Em Pauta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *