Segundo dia de desfiles leva alegria das crianças e idosos para avenida

Segundo dia de desfiles leva alegria das crianças e idosos para avenida

O segundo dia de desfiles de escolas de samba na Passarela Ricardo Bonini, no Posto de Monta, contou com a apresentação de duas escolas mirins: Vila do Amanhã e Herdeiros do Dragão. Além disto, houve também desfile das escolas da terceira idade Os Imortais da Vila e Realeza Imperial.

A primeira a entrar na avenida foi a Escola de Samba Mirim Vila do Amanhã que falou sobre a ‘História do Sorvete’, justamente uma das delícias preferidas das crianças, com suas diversas cores e sabores, seja de massa ou em formato picolé. O sorvete saiu da China e ganhou o mundo, sendo praticamente uma unanimidade.



Com simplicidade e criatividade a escola levou para a avenida o enredo, com o principal objetivo de incentivar que as crianças gostem de samba e se interessem em desfilar, seja em uma ala, na bateria ou como Mestre-Sala e Porta Bandeira, afinal, a história do samba depende do futuro destes pequenos amantes de Carnaval.

Bexigas azul e branco foram distribuídas para as crianças que fizeram do desfile uma verdadeira brincadeira de criança.

Em seguida foi a vez de entrar na avenida a Herdeiros da Dragão com o enredo “Quanta Felicidade no Carnaval…20 anos garantindo  o nosso futuro e herdando o melhor da Imperial”.

A escola demonstrou a importância da felicidade no dia hoje, independente do amanhã que virá e assim como no desfile da escola principal celebrou o aniversário e  comemorou isso brincando na avenida.

Na Comissão de Frente, havia uma garotinha fantasiada de Emília, que já foi tema de desfiles anteriores e com suas piruetas e evolução ela encantou a arquibancada.  Outra grande atração ficou por conta de um robô que desfilou junto com a agremiação mirim, arrancando sorrisos das crianças por onde passava.

Após o desfile das crianças aconteceu o desfile Imortais da Vila que levou um picadeiro para avenida, falando do circo, ressaltando principalmente a alegria dos palhaços. O casal de Mestre Sala e Porta-Bandeira foi o casal Gi e Bozó que por anos defendeu as cores da agremiação, mas que nos últimos vinha desfilando pela 9 de Julho,  escola que ficou de fora dos desfiles este ano.

Para encerrar a noite aconteceu o desfile da Realeza Imperial que tinha como enredo “Bodas de Cristal – Salve a Igualdade Racial”. A escola homenageou a cultura Afro Indígena resgatando raízes africanas e indígenas através das danças, culinária, músicas, artes, religião e costumes.

Na terça-feira (13) os desfiles se encerram na Passarela Ricardo Bonini novamente com as apresentações das escolas Lavapés, Acadêmicos da Vila e Dragão Imperial a partir das 20h30.

📲Entre nos grupos de notícia do WhatsApp do Jornal Em Pauta ou do Telegram
📲 Siga o Bragança Em Pauta no Instagram e no Twitter.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *